ICANN, a organização mundial que gere os nomes de domínios da Internet, aprovou em Singapura, uma mudança histórica no sistema de domínios, acabando assim com as restrições a sufixos como .com ou .net. Com esta media, pretende-se receber solicitações para nomes novos a partir de 12 de Janeiro do ano que vem, sendo que as aprovações iniciais devem ocorrer no final de 2012.

ICAAN acaba com restrições nos nomes de dominios web

Neste momento existem 22 domínios de topo (TLDs), como o .com, .org, .net. ou .info, ao que se somam os de cada país, como .pt, .es ou .br , totalizando mais de 250 TLDs. Com esta alteração, grandes empresas, países ou cidades, poderão criar o seu próprio domínio, como por exemplo .portugal ou .lisboa. Estes domínios não estarão ao alcance de todos, dados os requisitos rigorosos do processo de registo, desde o  formulário com 360 páginas, ao custo de 185 mil dólares (mais de 127 mil euros) e anuidade de 25 mil dólares. A ideia é dificultar particulares no registo de domínios de marcas, produtos ou empresas, para mais tarde os venderem a preços especulados aos legítimos proprietários das instituições.


Segundo os altos quadros do ICANN, Rod Beckstrom e Peter Thrush, foi criada uma nova era na internet com a oportunidade de libertar a imaginação, criatividade e inspiração, na criação dos domínios de internet. A mudança é global, desde a forma como os utilizadores encontram informação na web, até às estratégias online das organizações, grupos, marcas, ou causas.

 

Fontes:
http://www.icann.org/